Sinhozinho, do Salão Bahia, ícone da cultura conquistense

O Blog do Brown divulga hoje a notícia da morte de Sinhozinho, o mais antigo barbeiro de Vitória da Conquista, que ainda estava em atividade. Por volta das 19 horas de ontem (segunda-feira, 6 de janeiro de 2020), Fernando Zamilute me manda mensagem com link do Blog do Anderson, falando do acontecimento.

Sinhozinho e filhos
Paulo Nunes, Ana Clélia, Sinhozinho, Bomfim, Paulo Rocha e Paulinho (atrás do balcão)

Há menos de um ano, em março de 2019, estivemos com Sinhozinho, no bar do seu filho, Paulinho. O bar é vizinho da barbearia, o famoso – desde 1970 – Salão Bahia. No Blog do Paulo Nunes você pode ver mais informações.

Sinhozinho (Odilon José dos Santos), de 89 anos, foi marido de minha madrinha Lia (que partiu há alguns anos), de quem tenho muitas recordações da minha infância.

Conquista perde um dos seus ícones que mais representava a Terra do Frio, com sua elegância, educação e profissionalismo. Para ele, deixo meu abraço e o agradecimento por ter contribuído com várias gerações com seu exemplo de ser verdadeiramente do bem.

Atendendo sugestão do professor José Cláudio, pelo comentário assinado por Projeto Ex-Votos, o Blog do Brown publica duas fotos, nas quais aparecem o Salão Bahia. Na primeira, publicada no Blog do Anderson, o saudoso Sinhozinho em frente ao salão. Na segunda, do Google Maps, a esquina com o Paulinho du Bar e parte do Salão Bahia.

Sinhozinho durante entrevista ao Blog do Anderson em 23 de agosto de 2019
Foto do Google Maps

Em seguida, mais fotos, essas enviadas por Messias, um dos queridos filhos de Sinhozinho:

E as imagens de alusão à despedida deste que marcou gerações como um exemplo de cidadania:

10 pensamentos sobre “Sinhozinho, do Salão Bahia, ícone da cultura conquistense

  1. Minhas condolências atrasadas à família enlutada. Há anos conheci Sinhozinho. Que a paz do Senhor o oriente nesta nova estrada.

    Curtir

  2. Sinhozinho é uma figura magistral de Conquista. É a cara de Conquista. Brilhou muitas cabeças e mentes. O texto do Fernandinho, como sempre, é completo e inibe-me a escrever mais. Que Sinhozinho vá até a turma dos Pratos no Céu.

    Curtir

  3. MAIS UMA PERDA LASTIMAVEL PARA CONQUISTA PESSOA EDUCADISSIMA AMIGO DO MEU PAI AOS SEUS FILHOS MESSIAS PAULINHO( QUERIDO AMIGO DE INFANCIA ) MEUS PÊSAMES

    Curtir

  4. Dos dicionários…

    “posteridade

    substantivo feminino

    o tempo que ainda virá; futuro, porvir.”

    Assim contemplará o futuro a essa foto, do alto de seu observatório particular, incansável, desapressado e, gostemos ou não, desinteressado.
    Tantos viemos, tantos já fomos, tantos ainda por irmos e ele – o futuro -, lá, imperturbável…
    Quem pode antecipar o dia seguinte, ainda que saibamos mais certo que o nascer do sol a cada rotação da Terra, que algum desses dias seguintes há de nos colher e levar para algum lugar para além daquele ao qual estamos habituados em vida, ainda que mera e fisicamente isso se trate de alguns pés sob amontoado de terra?
    Daí, penso eu, essa necessidade de registrar nossas demonstrações de afeto, como que a desafiar as possibilidades e armas dele, do futuro, travestido da alcunha de porvir…
    Eu não tenho registro em celuloide, ou em bits e bytes, mas tive a oportunidade de capturar um, mais um dos generosos sorrisos de Sinhozinho, dia 23 passado. A propósito de qualquer comentário, sob tema qualquer, trocamos umas boas e sinceras risadas na oportunidade, como sempre e há muito tempo acontece, longo tempo em que me sirvo dos serviços de Messias para cortar o meu cabelo, e o do meu Filho. Não me parecia que estavas com urgência alguma em partir. Está aqui, vividamente registrada a imagem… e é bonita!!!
    Vá em paz Amiguinho! – se aqui se me permite a intimidade de assim o tratar -, rumo ao merecido descanso e às pessoas pelas quais nutria a esperança de reencontro, se é que isso é de fato possível.
    Diga ao porvir que era do seu desejo, e não da inevitabilidade do passar do tempo, escolher esse momento para partir. Sois, doravante, símbolo da união irremediável entre o Passado – cunhado pelas suas memórias -, e o Futuro descortinado.

    Curtir

  5. Bom dia Bonfim, eu tentei aqui me lembrar dele mas não consigo, acho que, por nunca ter usado seus serviços.
    Abraço

    Enviado do meu iPhone

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s