Nestor Mendes Júnior homenageado com a Comenda Waldemar Costa

A solenidade de entrega das Honrarias do Esporte Clube Bahia foi realizada sábado, 17 de agosto, data conhecida como o “Dia da Democracia Tricolor”, aniversário de 6 anos da reforma do estatuto do Tricolor de Aço, no hall dos camarotes da Fonte Nova. Além de Nestor, Henrique Garcia de La Torre também recebeu a Comenda Waldemar Costa. Outros homenageados foram o ex-artilheiro Marcelo Ramos e o ex-zagueiro Henricão, com o Diploma do Mérito Esportivo.

Clique na imagem e veja como foi a solenidade

Parabéns, Nestor!

Leia o o discurso de Nestor:

Nestor lê o discurso
Nestor e seus colegas dirigentes eleitos do Sindicato dos Jornalistas da Bahia

Jornalista, advogado, escritor, autor de diversos livros e revistas especiais sobre o futebol baiano, Nestor Mendes Júnior é um amigo-irmão de longas datas. Figura presente nos momentos bons e, principalmente, nos difíceis. Na foto abaixo, em uma decisão de futsal, na época – 17/12/1987 – futebol de salão. Jogo entre Correio da Bahia contra A TARDE. No lado direito superior, de óculos, Nestor, ao lado dele, Bomfim, o Brown deste blog. A foto reúne jogadores dos dois times, o resultado de 2 x 2 deu o título ao A TARDE. Nestor atuou no time de A TARDE. Bomfim, no Correio. Na foto, estão também Luís Cláudio Garrido, Antônio Queirós, Antônio Diniz (o Dente de Leite), Valdir, Luís Fernando, (o Lula), Eraldo, Carlos Santana… Jogo disputado no Ginásio de Esportes Antônio Balbino, o Balbininho, que foi colocado abaixo quando da reconstrução da Fonte Nova.

Livro de poesia lançado por Nestor em 1987
Bahia Esporte Clube da Felicidade – 70 Anos de Glórias, livro lançado por Nestor em 2001

5 pensamentos sobre “Nestor Mendes Júnior homenageado com a Comenda Waldemar Costa

  1. Pingback: Célio Taveira Filho | Blog do Brown

  2. Merecida homenagem do Tricolor de Aço a nosso querido Nestorzão, ou Nestorgênio, o cara mais Bahêa de todos os Bahêas. E eu estava lá pra ouvir o discurso histórico, quase um novo livro sobre o nosso time do coração, aquele que ninguém vence em vibração. Foi lindo ver tantos colegas juntos prestigiando Nestor num momento de infinita felicidade, de realização de um sonho, como descreveu.

    Só teve um problema: no convite para a homenagem ele liberou os amigos q fossem da obrigação de ir ao funeral, pois queria ser saudado em vida. Mas no discurso disse que qdo chegar sua hora quer a bandeira do time e os amigos cantando alegres o Hino do Bahêa. Foi reclamação geral kkkkkkk. Viva Nestorzão, BBMP

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s