II Encontro de Magnetizadores Espíritas da Bahia

Mais uma ótima colaboração da jornalista Adriana Roque para o blog. Confira:

Evento reúne mais de 500 inscritos com o objetivo de avançar nas técnicas e assim buscar minimizar sintomas de patologias e doenças físicas e emocionais

Neste domingo, 24 de setembro, será realizado o II Encontro de Magnetizadores Espíritas da Bahia, das 8h30 às 17h, na sede da Federação Espírita do Estado da Bahia (FEEB), na Rua Coronel Jaime Rolemberg, 110, Bela Vista de Brotas, em Salvador-Bahia.

Os magnetizadores acreditam que todo ser vivo é dotado de um fluido magnético capaz de se transmitir a outros indivíduos, estabelecendo-se, assim, influências psicossomáticas recíprocas, inclusive com fins terapêuticos. Mas como utilizar essa força? Como podemos desenvolvê-la e aprimorá-la?

Segundo os integrantes do EME-BA (Encontro de Magnetizadores do Estado da Bahia), que conta com o apoio da FEEB, a busca em minimizar os sofrimentos por conta de patologias (doenças) físicas e emocionais através do magnetismo, se utilizando de várias técnicas, pode ser desenvolvida através da fé em si mesmo e de uma vontade vigorosa desejando a cura do enfermo.

Portanto, o objetivo do encontro é expandir os conhecimentos deste trabalho como já se faz em outros estados e, em março, no encontro internacional que será realizado em Recife, trocar ideias e saber o que se acontece onde e quando nesta área, para assim aprender melhor como servir ao próximo, num constante aprendizado de descobertas de tipos de tratamentos.

Carlos Silveira, um dos integrantes do EME-BA (Encontro de Magnetizadores do Estado da Bahia), esclarece que este é o segundo encontro que acontece em Salvador. O primeiro foi realizado em setembro de 2015. “Para o II Encontro de Magnetizadores Espíritas da Bahia, as inscrições já estão encerradas, com mais de 540 inscritos. Para nós que organizamos esse evento, essa é uma prova de que o magnetismo está cada vez mais destacado  no meio espírita, inclusive no Sistema de Saúde do país”.

Carlos se refere à medida adotada pelo governo que liberou a PICs, Práticas Integrativas Complementares, integrando técnicas de tratamento para o povo, como acupuntura, fitoterapia, reiki, cromoterapia, entre outros. “E nós (aqui na Bahia, em Salvador e Lauro de Freitas), Terapia Através do Magnetismo. Estão quase consolidadas as normas deste trabalho no SUS”, acrescenta Carlos confiante.

O Ministério da Saúde incluiu, desde março deste ano, 14 novos tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICs) do Sistema Único de Saúde (SUS). Os procedimentos são voltados à cura e prevenção de doenças como depressão e hipertensão.

Com a medida, o SUS passa a ofertar 19 dessas práticas: homeopatia, medicina tradicional chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, plantas medicinais e fitoterapia e termalismo social/crenoterapia, arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

A inclusão complementa a portaria nº 145/2017, publicada em janeiro deste ano, que incluiu no rol de procedimentos do SUS as práticas integrativas de arteterapia, meditação, musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático, tratamento quiroprático e reiki.

Esses procedimentos já eram oferecidos por vários municípios brasileiros, de acordo com dados do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ-AB), mas, com as inclusões, o Ministério da Saúde passou a ter informações qualificadas dessas práticas.

À luz da Doutrina Espírita

Em O Livro dos Espíritos, no capítulo da Intervenção dos Espíritos, os espíritos afirmam: “O Espiritismo e o magnetismo nos dão a chave de uma imensidade de fenômenos sobre os quais a ignorância teceu um sem-número de fábulas, em que os fatos se apresentam exagerados pela imaginação. O conhecimento lúcido dessas duas ciências que, a bem dizer, formam uma única, revela a realidade das coisas e suas verdadeiras causas”.

Realmente, o estudo do Espiritismo sem uma compreensão maior do magnetismo fica incompleto, pois o Espiritismo nos revela a natureza espiritual do ser humano e nos esclarece sobre as leis naturais e divinas às quais todos os seres estão submetidos, e o magnetismo por sua vez nos revela o meio por onde essas leis se cumprem.

Assim como tudo se origina de uma transformação do fluido universal, o magnetismo ou fluido magnético também é uma modificação do fluido universal e não difere do fluido vital revelado pelos espíritos e que está presente em todos os corpos orgânicos.

Mais informações sobre o II Encontro de Magnetizadores Espíritas da Bahia:

(71) 98647-3533 ou 99968-0496

2 pensamentos sobre “II Encontro de Magnetizadores Espíritas da Bahia

  1. A Bahia e o Brasil precisam de mais encontros desse tipo. Precisamos de paz em todas as áreas e essa proposta espírita é importante para todos que têm sua religião e não discriminam às dos outros. Vejo com muita alegria uma iniciativa dessa.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s