Adeus, Simone

Simone Andrade Quadros - facebook - 03-08-14

Simone Andrade Quadros – facebook – 03-08-14

E a morte perderá o seu domínio. Mas, quando, Dylan Thomas?

Domingo, 7 de agosto, fazia 15 anos da morte de meu pai. Às 7h41, Gilza me telefona e informa que Simone Andrade Quadros partira às 4h da manhã. Encerrava ali vários meses de sofrimento de todos os tipos para Simone, seus familiares, seus amigos e conhecidos. 

Simone Andrade Quadros - 20-09-1974

Simone Andrade Quadros – 20-09-1974

Guerreira, lutou bravamente contra uma doença que a ciência não consegue vencer: o câncer (nesse caso, o câncer de cérebro).

Em pleno Século XXI não percebemos nos governos de todos os países prioridade na saúde. O investimento é na doença, e aí se vende mais medicamentos e as soluções definitivas ficam cada vez mais para adiante. As indústrias de medicamentos e de armas são as principais vendedoras do planeta.

Eu e Simone construímos nossa amizade nos anos 70. Fomos colegas de classe no Colégio Batista Conquistense (então dirigido pelo pastor Jesiel Norberto da Silva) de uma Vitória da Conquista que jamais sairá de nossa memória.

Colégio Batista Conquistense antes. Hoje, um prédio mal cuidado

Colégio Batista Conquistense antes. Hoje, um prédio mal cuidado

"Baba" na quadra do Batista, em agosto de 1974

“Baba” na quadra do Batista, em agosto de 1974

Banda do Colégio Batista Conquistense - Desfile do 7 de setembro de 1974 - Rua João Pessoa

Banda do Colégio Batista Conquistense – Desfile do 7 de setembro de 1974 – Rua João Pessoa

Em 75, viemos para Salvador, fizemos o 3º ano científico no Águia, cursinho pré-vestibular e colégio, localizado na Praça da Piedade.

No início dos 80, ela na engenharia, eu em jornalismo, tomamos caminhos diferentes. O reencontro foi no início de 2000 e vimos que a amizade não mudara. Ela me alugou um apartamento e, com a nova tecnologia, passamos a nos falar mais por e-mail, redes sociais e os telefonemas nas datas de aniversário.

Acompanhei seu empenho para publicar o livro “Porta Aberta ao Juízo – Uma visão do mundo em pensamentos, sátiras e trovas” de autoria do seu pai, Gilberto Quadros de Andrade, pensador, escritor, poeta, empresário e político.

Nós nos orgulhávamos da longa amizade, da torcida de um para o outro, da solidariedade. Simone nunca falou mal de quem quer que seja, tinha sempre o ideal conciliador.

Quando nos reencontramos ela era sócia de um sólido escritório de engenharia. Graduou-se, também em fonoaudiologia e há três anos era sócia proprietária de uma franquia das Óticas Carol. Eu soube por Ana Ribeiro, cineasta que atua na TV Câmara e foi sua professora na Faculdade de Fonoaudiologia, que o intuito de Simone na condição de fonoaudióloga era fazer uma clínica dedicada a pacientes com deficiência auditiva.

Voltando ao fatídico 7 de agosto de 2016. Eu olhava várias vezes a placa da capela E do Jardim da Saudade (bairro de Brotas) e mesmo assim não me convencia do acontecimento. O nome grafado era o de Simone Andrade Quadros. E o corpo no caixão era o dela. Mas isto era inaceitável, para minha mente e meu coração. Simplesmente eu não conseguia admitir.

Não posso admitir que as aulas no, hoje, extinto Colégio Batista ficaram lá atrás, ecoando nos anos 70. E que a turma (Simone, Gleide, Alba, Fádua, Silene, Martha Marília, Bomfim, Luiz Carlos, Mário Sérgio, Deli, Flávio, Antônio Henrique, Paulo Ludovico, Ronaldo Tico-Tico, Fernando Zoião, Nélson, Bidui e outros) que descia a Alameda Ramiro Santos, brincando, cantando Skyline Pigeon, feliz não existe mais.

Da esquerda para a direita, Gleide e Fádua (em pé); Silene e Simone - agosto de 1974

Da esquerda para a direita, Gleide e Fádua (em pé); Silene e Simone – agosto de 1974

Admitir o fim é esquecer as festinhas puras que fazíamos naqueles tempos de colégio. Como a festa em 21 de fevereiro de 1976, na qual Paulo Nunes (hoje reconhecido jornalista e advogado em Conquista) se esmerou na condição de DJ, repetindo o sucesso da hora “Torneró”.

Paulo Nunes e Bomfim - dia de festa - 21-02-1976

Paulo Nunes e Bomfim – dia de festa – 21-02-1976

 

Lili varre a casa (Rua dos Prates, nº 66) para a festa - 21-02-1976

Lili varre a casa (Rua dos Prates, nº 66) para a festa – 21-02-1976

 

E as lembranças confundiam-se com a crua realidade.

No salão da capela, falei com Ileuza, a mãe-coragem de Simone; Gilza, a irmã; Gilbertinho e João Carlos, os irmãos que eu vira crianças na velha Conquista; falei com Heliton, o marido que ela tanto elogiava; o filho João Pedro, maior orgulho da mãe. Revi colegas da época de colégio, conterrâneas (Déa, Alba Lilian, Lia, entre outras) que não via há muitos anos, nos unimos no choro, nas lágrimas, na dor. Sabíamos todos que ali, naquele momento, estava o sofrido corpo já sem as dores que o machucaram durante meses. E nos consolávamos com o entendimento que o espírito estava livre para tomar o caminho de outras dimensões.

Então, deixava o salão para tentar espairecer e voltava a ver a placa na entrada da capela E. De novo, a sensação confusa de mistura do passado e presente. O que é realidade? O que é vida? O que é tempo? O que é morte? A confusão mental aumentava com a busca acirrada das permanentes dúvidas da humanidade: De onde viemos? Quem somos? Por que vivemos? Para onde vamos?

Simone no LinkedIn - IA

Cito algumas das últimas conversas, no gtalk e por e-mail, que tive com a querida Simone. Nesta, falávamos das Óticas Carol, ela estava empolgada com a nova atividade:

quarta-feira, 16 de abril de 2014 14:28
Brown Gmail
Não pude ainda ir à loja. Muito trabalho. Tanto no sindicato quanto na Câmara estou completamente sem tempo. Desculpe.
Simone Quadros
Não tem problema, querido. Deixa pra semana que vem que vai chegar novidades. Te aviso!
Brown Gmail
Obrigado, querida, pela compreensão. Realmente, tempo é o que me falta. Tenho 3 óculos para processar algumas mudanças. E quero fazer com em sua ótica, lógico.
Simone Quadros
Claro que vai fazer comigo. A gente aproveita pra se ver.
Brown Gmail
Sim, é muito bom lhe rever, sempre.
Beijos, querida.
Simone Quadros
Beijos. Assim que chegarem as novidades, te aviso. Qualquer dia é dia pra gente brindar nosso bem querer.
Brown Gmail
Verdade. Beijos

Acabei não indo à ótica. Não brindamos ao seu novo trabalho e as conversas em 2015 e 2016 foram sofridas. De alguma forma ela sabia que a doença era grave, como suas frases revelavam em conversas posteriores. Mas, como sempre ressalta Ileuza, sua mãe, ela nunca blasfemava, e não perdia o humor. Por exemplo, Conquista City era expressão corrente em nossa turma no Colégio Batista:

data:        27 de abril de 2015 12:49
NÃO FICA PREOCUPADO. TE PROMETO QUE VOU SAIR DESSA.
BJ
data:        17 de setembro de 2015 09:29
QUERIDO, ESTOU BEM, EM cONQUISTA CITY. VIM PRO NASCIMENTO DE UM SOBRINHO E CASAMENTO DE UM PRIMO. sEMANA QUE VEM VOLTO A SSA
BEIJO
17 de setembro de 2015 19:23
É que acontecem muitas coisas.  O período de um tratamento desses é atípico na vida da gente… Muito médico, cabelo que cai, dificuldade de lidar com tantas coisas diferentes…

Após postar a notícia da morte no Twitter, domingo cedo, tive a solidariedade do engenheiro, auditor fiscal, advogado e escritor (autor de A Casa que Mora em Mim), Fernando Zamilute. Ele escreveu tão bem sobre esse momento em que a morte se nos apresenta mais inteira, que pedi sua autorização para publicar sua mensagem:

“Pouco mais a dizer, exceto que tenho visto e, mais que isso, percebido, a volúpia com que a senhora de vestes negras e foice tem se aproximado de nossa geração. Se não lhe disse antes, faço-o agora: toda morte me soa prematura. Umas, porque de fato o são, sob qualquer perspectiva; outras porque, ainda que pareçam tardiamente chegar, levam-nos entes que desejaríamos ter para todo o sempre ao nosso lado.

Mortes incidentais, dentro da nossa geração, já vêm ocorrendo aqui e ali, vez por outra, e disso nos dão provas os saudosos Popó e Peri, Fit, e outros mais… O que se nos apresenta nos últimos tempos, no entanto, é um assédio sistemático e meticuloso por parte dela, sem que saibamos ao certo por qual flanco ela virá. Guardemo-nos, pois!!”

Em relação à Simone, ele afirma: “Nunca tive a oportunidade de conhecê-la, ainda que fugazmente. Que esteja em paz!!”

Simone Andrade Quadros - facebook - 24-01-2014

Simone Andrade Quadros – facebook – 24-01-2014

E lembrando o discurso de despedida feito por Heliton, no salão da cremação do Jardim da Saudade, Simone cumpriu sua missão, foi feliz nesta vida, digna na enfermidade e nos preparou para sua morte, deixando uma bela lição.

Clique e veja a bela homenagem feita pelo amigo Paulo Nunes em seu blog

Sim, Fernando, que Simone, Siu, Mone, esteja em paz!

Simone em 2014 e em 1974

                            Simone em 2014 e em 1974

29 pensamentos sobre “Adeus, Simone

  1. Bonfim, senti bastante a partida precoce de Simone. Soube do falecimento através de Gleide neste domingo 20.09.2016, que também me passou o endereço do seu Blog, após aposentado voltei a morar em Conquista, vi as fotos e me fez recordar daqueles bons tempos……..Tenho algumas também do mesmo período, assim q encontrar vou te passar, inclusive, aquela do time que foi campeão do torneio de Futsal no centro Integrado.
    Me sensibilizei bastante conta esta linda homenagem,
    Abraço,
    Ivanildo (Zanata)

    • Amigo Zanata

      Há quanto… Ótimo lhe reencontrar e estou ansioso para as fotos dos nossos tempos de colégio.
      Agradeço ao amigo por prestigiar o blog. Nossa Simone partiu, mas jamais esqueceremos dela.
      Lembranças a Gleide, que não vejo também há 40 anos.

      Abraços

      Bomfim

  2. Meu querido Bonfim, boa noite!

    Não sabia, ainda, como lhe agradecer pela bela homenagem à minha amada mulher.
    Você foi perfeito no seu relato, além de nos comover com o seu carinho e o seu amor.
    Ela sempre comentava de você para mim, da sua competência, sua dedicação, sua doação, sua bondade e por aí vai…
    Grato por ter participado das nossas vidas.

    Um forte abraço.
    Some não!

    Heliton.

    • Querido Heliton

      Eu lhe sou grato por toda a vida por ter colaborado tanto pela felicidade da querida Simone. Ela nunca economizou em elogios a você.

      Abraços!

      Felicidades!

      Bomfim

  3. “Pai!… Ao longo da vida fui devolvendo à Ti muitos daqueles que amei…
    Um a um, às vezes os mais idosos, as vezes os mais jovens, foram retornando para casa, deixando para trás saudades que até hoje me é difícil suportar; flores que trocastes de jardim, deixando em seu lugar o silêncio e a solidão…
    Hoje quero pedir por eles, a todos que de uma forma ou outra estivera
    m ligados à mim nesta encarnação, para que os abençoe e guarde, a fim de que encontrem paz e serenidade no mundo espiritual.Muitos deles, Senhor, não obstante o coração generoso, afastaram-se do corpo através de enfermidades dolorosas e incuráveis que lhes minaram as forças até o final, deixando na memória de todos o exemplo da coragem e da fé em Teus desígnios, sem esmorecimento…… Para alguns eu pude dizer “te amo”, para outros não… No entanto, pela importância que tiveram em minha vida, o meu amor há de lhes ser carinho constante no além, porque acredito que nada se desfaz com a morte do corpo, pelo contrário, se fortalece…
    Que hoje, eu possa levar a todos eles o meu pensamento de ternura e gratidão, para que saibam, estejam onde estiverem, que não estão esquecidos na Terra, habitando em minha lembrança e em meu coração com a mesma força e a mesma sinceridade de antes!” Chico Xavier.
    Nao existem palavras de consolo nesta hora, um silencio e uma prece é o melhor que se pode expressar para amenizar a dor da separação momentanea!.

  4. Eu sei. Eu lembro como você ficou mexido quando a reencontrou nos idos de 2000. Por acaso, na fila de um supermercado? Foi isso? Lembrei da subida de Seu Honorino assim que agosto entrou. O mês triste.

  5. Pois é, Bomfa, são tantas perguntas que envolvem perdas tão definitivas…difícil aceitar, difícil acreditar. Belo texto, emocionante como sempre

  6. Me lembrei de um encontro, eu, você (Bomfim) e Simone, não era ainda seu amigo, mas a conhecia do Colégio Batista.

  7. Agradeço aqui as manifestações de carinho pela homenagem à querida Simone.
    Fiquei muito emocionado com as mensagens dos irmãos, da irmã, das amigas, dos amigos, dos conhecidos e daqueles que não conheceram Mone mas que também se solidarizaram a esta homenagem.
    A emoção aumentou ao receber e-mail da mãe maravilhosa de Simone, a querida Ileuza, que me fala: “Impossível descrever a minha emoção diante da bela homenagem que você prestou a nossa amada Simone”.
    Sinto-me confortado com as mensagens de todos vocês. Simone estará para sempre em nossa memória, em nossos corações. E a morte perderá o seu domínio.
    Abraços!
    Bomfim

  8. Simone, deixará saudades , mas a lembrança da sua presença sempre ressoará no coração dos amigos .

  9. Tive a oportunidade de conhecê -la em dois momentos: primeiro ela foi minha colega no curso de Fonoaudiologia e depois de um tempo a reencontrei como paciente numa cirurgia que ela fez. Quando fiquei sabendo fiquei muito triste e sem acreditar, mas é A vida!!! Temos que aceitar!! Tenho certeza que está agora em paz e num lugar tranquilo!!! Que a família esteja seja confortada que está dor se transforme em fé!!!

  10. Perder uma amizade doi muito amigo. Não conheci Simone mas o seu texto, sua homenagem é muito linda e demonstra belas amizades que construimos ao longo de nossas vidas! Você é um grande amigo !!
    Simone foi se juntar a pessoas “iluminadas” !!!!
    Abraço forte amigo Bomfa.

  11. A Morte Não É Nada

    A morte não é nada.
    Eu somente passei
    para o outro lado do Caminho.
    Eu sou eu, vocês são vocês.
    O que eu era para vocês,
    eu continuarei sendo.

    Me deem o nome
    que vocês sempre me deram,
    falem comigo
    como vocês sempre fizeram.

    Vocês continuam vivendo
    no mundo das criaturas,
    eu estou vivendo
    no mundo do Criador.

    Não utilizem um tom solene
    ou triste, continuem a rir
    daquilo que nos fazia rir juntos.
    Rezem, sorriam, pensem em mim.
    Rezem por mim.

    Que meu nome seja pronunciado
    como sempre foi,
    sem ênfase de nenhum tipo.
    Sem nenhum traço de sombra
    ou tristeza.

    A vida significa tudo
    o que ela sempre significou,
    o fio não foi cortado.
    Porque eu estaria fora
    de seus pensamentos,
    agora que estou apenas fora
    de suas vistas?

    Eu não estou longe,
    apenas estou
    do outro lado do Caminho…
    Você que aí ficou, siga em frente,
    a vida continua, linda e bela
    como sempre foi.

    (Santo Agostinho)

  12. Quem encontrou um amigo encontrou um tesouro. Esse tesouro foram vocês um na vida do outro. Obrigada, Bonfim, pelo presente

  13. Bomfim, querido Bomfim! Esta homenagem para a nossa amada Simone nos deixou bastante emocionados. Minha irmã continua e continuará presente, eternamente, em cada um do nós! Espero que ela seja um elo de ligação entre a gente, e que a nossa família jamais perca o seu contato novamente.
    Você é especial!
    Um abraço forte.

  14. Que bela e comovente homenagem amigo Eu assim como vc, passei muitos anos longe dessa amiga de toda a nossa adolescência.Amigo de verdade pode passar anos sem se vê, mas quando encontra parece que nunca separou. Foi assim comigo e Mone. Eu agradeço a Deus pelo privilégio de poder desfrutar da companhia dela por algum tempo.
    Aprouve a Deus leva-la, ficou a saudade, e a certeza de que um dia iremos nos encontrar. Graça a Deu por que um dia na cruz, Jesus nos abriu o caminho da eternidade.Um grande abraço pra você amigo!

  15. Existem palavras que não usamos mais, mas que definem melhor do que todas o que sentimos, no momento. Saber que Simone adoeceu e pior, que veio a morrer, me deixou ensimesmada. Uma aluna que se debruçava sobre os desafios e ali se sentia contente – em responder ao desafio com soluções. A engenheira amiga que, depois de formada em fonoaudiologia, eu chamei pra mostrar e pedir conselho sobre a casa em que moro hoje… Uma menina incrível. É isso o que me deixa ensimesmada: as meninas incríveis, as boas alunas, aquelas que a gente tem prazer de dar 10, também morrem… Um beijo daqui até céu, Simone. Já que tomar café com vc e Dani Pires, ir a
    o japonês… isso eu vou ter que abrir mão…

  16. A vida nos coloca em situações interessantes com relação as pessoas que nos aproximamos e/ou nos distanciamos com o decorrer do tempo. O mais interessante é ver que algumas – poucas – não importa o tempo, distância, ou seja lá o que for, elas nos marcam – sem pedir e/ou exigir – elas são o que são, por serem verdadeiras, autênticas, sem artifícios. Creio que erro em colocar pessoas, então no plural; porque é raro pessoa assim. Tive a felicidade de compartilhar poucos e raros momentos com Simone ou simplesmente Mone, quando então ela quebrava com um gesto doce ou um sorriso verdadeiro meu jeito sisudo de paulista besta que se mistura com o respeito e carinho que sempre terei por ela. De forma pensada nada coloco no passado, absolutamente nada, porque ‘pessoa’ assim a gente nunca esquece, muito pelo contrário, lembra, e nos dá o exemplo de o quanto podemos ser melhores então como “pessoas comuns”.
    Peço permissão e licença em roubar do Sr. Brown parte de sua conversa com “Mone”; não erra em quem brinda a vida e “o bem querer” de uma pessoa rara como ela. O céu ficará mais azul e as estrelas terão mais brilho. Um irmão paulista de Mone.

  17. Prezado amigo Brown, “o coração tem razões, que a própria razão desconhece’

    ________________________________

  18. Que coisa linda Bomfim, sou primo carnal e mais um irmão dela , me emocionou a sua matéria, ela realmente nos deixa um legado de bondade , de amor . Saudades eternas da minha magra . Te amarei para sempre .❤❤❤❤

    • Não conheci Simone, mas essas homenagens tão belas me emocionaram como se eu a conhecesse. Que seu espírito esteja em paz, na graça do Senhor Jesus.

  19. Belo e comovente relato, Bomfa. Não conheci Simone, mas estou certa de que ela, em espírito, está muito grata por sua homenagem aqui feita. Os laços de amor e amizade que criamos nesta vida são eternos. Um grande abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s