O adeus a João Carlos Sampaio e a Arlindo Félix

João Carlos Sampaio. Foto: ciclosdejornalismo.blogspot.com

João Carlos Sampaio. Foto: ciclosdejornalismo.blogspot.com

Em março deste ano encontrei-me com João Carlos Sampaio, rapidamente, no café da manhã no Hotel Shalako, em Vitória da Conquista. Eu estava em férias. Ele, trabalhando, foi à Terra do Frio para cobrir a homenagem póstuma que a Câmara de Vereadores local prestou à mãe de Glauber Rocha, dona Lúcia Rocha, morta em 3 de janeiro deste ano, como noticiou o blog.  A data escolhida, 14 de março, era também a do aniversário de Glauber.
O encontro com João foi rápido, “nunca mais trabalhou em jornal?”, perguntou-me. Elogiei sua coluna em A Tarde.  Nos despedimos.
João nasceu em Aratuípe, Bahia, tinha 44 anos e consolidou sua carreira de jornalista como um dos principais críticos de cinema. Escrevia em A Tarde desde 1995. 
Hoje, 2 de maio, me deparo com a triste notícia de sua morte. Ele estava em Recife e cobria o 18º Cine PE. As informações é de que passou mal na madrugada desta sexta, foi levado ao Real Hospital Português, na capital pernambucana, mas no caminho sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.
Luiz Carlos Merten, crítico de cinema, e que também estava cobrindo o 18º Cine PE, escreveu em O Estadão a tristeza que a morte de João Carlos Sampaio causou a todos. Confira.
No sábado, 26 de abril, quem partiu foi Arlindo Félix, repórter fotográfico de A Tarde por muitos anos e com o qual tive a oportunidade de trabalhar e aprender um pouco mais da profissão de jornalista. Sempre em busca do melhor ângulo e da luz perfeita para passar a melhor informação ao leitor, Arlindo Félix foi uma referência no jornalismo em meio século de atividade profissional. Confira mais informações sobre ele.
Arlindo Félix

Arlindo Félix – Foto: A Tarde (em reprodução do Facebook)

 O olhar de Arlindo Félix no Jornalismo: http://foco.atarde.com.br/2015/reporter-fotografico/

Sempre que a morte surpreende alguém que ainda tinha muitos planos para desenvolver, eu lembro de Dylan Thomas e de seu poema que para mim é um hino nesses momentos:
E A MORTE PERDERÁ O SEU DOMÍNIO
E a morte perderá o seu domínio.
Nus, os homens mortos irão confundir-se
com o homem no vento e na lua do poente;
quando, descarnados e limpos, desaparecerem os ossos
hão-de nos seus braços e pés brilhar as estrelas.
Mesmo que se tornem loucos permanecerá o espírito lúcido;
mesmo que sejam submersos pelo mar, eles hão-de ressurgir;
mesmo que os amantes se percam, continuará o amor;
e a morte perderá o seu domínio.
E a morte perderá o seu domínio.
Aqueles que há muito repousam sobre as ondas do mar
não morrerão com a chegada do vento;
ainda que, na roda da tortura, comecem
os tendões a ceder, jamais se partirão;
entre as suas mãos será destruída a fé
e, como unicórnios, virá atravessá-los o sofrimento;
embora sejam divididos eles manterão a sua unidade;
e a morte perderá o seu domínio.
E a morte perderá o seu domínio.
Não hão-de gritar mais as gaivotas aos seus ouvidos
nem as vagas romper tumultuosamente nas praias;
onde se abriu uma flor não poderá nenhuma flor
erguer a sua corola em direcção à força das chuvas;
ainda que estejam mortas e loucas, hão-de descer
como pregos as suas cabeças pelas margaridas;
é no sol que irrompem até que o sol se extinga,
e a morte perderá o seu domínio.

(tradução: Fernando Guimarães)

15 pensamentos sobre “O adeus a João Carlos Sampaio e a Arlindo Félix

  1. Bomfa:

    Foi com muita tristeza que recebi a notícia da morte de João Carlos Sampaio. Não o conhecia pessoalmente, mas acompanhava suas críticas de cinema pelo jornal.É isso, amigo, a morte que não marca hora para chegar…
    Abs

  2. Essas duas perdas me fazem deixar para lá a pressa das atividades do trabalho para dizer que apenas um comentário, de Biaggio Talento, (família que tem um sobrenome premonitório): “que fase!”.
    Expressa quando procurei, ontem, informações sobre a morte de João Carlos Sampaio. Enterro, essas coisas… e aproveitei para acrescentar: más notícias.

  3. Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós.
    – Amado Nervo,
    Paz a todos eles nessa nova jornada e conforto ao que ficaram!

  4. É, reis, quando a gente era criança ou adolescente a morte parecia muito distante, uma coisa do outro mundo, hoje ela tá tão próxima, que me assusta um pouco. A notícia da morte tem um sentido diferente hoje em dia, quando morre um conhecido da nossa geração, parece que a gente morre um pouco também.

    Abs, Nilton

  5. Bonfa,
    foi um choque essa notícia da morte de João Carlos, que recebi ainda pela manhã. Nossas poucas conversas foram reveladoras de um cara gentil, atencioso, conhecedor, bom colega. Respirava cinema, e talvez você não saiba, mas até o hotel onde vocês se encontraram remete à sétima arte: “Shalako” é o título de um filme da década de 60, um western com Brigitte Bardot e Sean Connery, que eu não tinha visto ainda e adquiri mês passado.

    De Arlindo, bem mais a dizer: foi colega próximo por muitos anos e, numa dessas “coincidências” da vida, horas antes de saber da notícia de sua passagem para outros planos, olhei pra estante da sala e me deparei com um pequeno sabonete em forma de coração, forrado de vermelho e com um cartãozinho afixado, estampando a imagem de Santa Bárbara: eu o trouxe da casa de Arlindo, lembrança de um caruru de Iansã que ele promoveu, e foi a única vez em que fui na casa dele. Que ambos estejam viajando na Luz divina…

    Beijo,

    Berna Farias

  6. Grande lembrança… e os colegas estão em outro lugar, outro mundo, sei lá…!
    Abraço, Bomfa,

    Rasec, em dia triste!

  7. ufa, Bomfim
    a notícia do João Sampaio me derrubou.
    Acrescento: torcedor ferrenho do Vitória, João Sampaio era jornalista profissional, começou no Bahia Hoje, anos 90, trabalhou na equipe de Comunicação da PMS (administração Imbassahy), era colunista de cinema do jornal A TARDE.

  8. Em Sexta-feira, 2 de Maio de 2014 16:22, nadjavladi (via Twitter) marcou como favorito no Twitter @BomfimBrown
    adeus a João Carlos Sampaio e a Arlindo Félix
    wp.me/pjRuQ-Ut

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s