Como a mídia cria mitos

No futebol brasileiro criou-se um mito de que o Flamengo é um time de garra, que ultrapassa limites para conseguir resultados. O que pessoas travestidas de profissionais do jornalismo mas que escrevem, comentam, filmam, blogam, compartilham como torcedores não imaginavam é que as novas tecnologias seriam suas próprias inimigas. Hoje, se sabe que as arbitragens na maioria, mas na maioria mesmo das vezes, só se “equivocam” a favor do Flamengo. São três os fatores para que isso aconteça: é o time de maior torcida do Brasil e por isso mesmo garantia de audiência para a TV, cada vez mais mercadológica; a TV Globo, a emissora mais estruturada e com mais público do País, visa lucros e quem tem mais torcida lhe garante isso; por fim, é o time majoritário também nas redações de rádio, TV, jornais, sites, etc. Há comentaristas que nem cita o que aconteceu no campo, e eles não estão só nos pequenos sites, não estão nos grandes e, disparado, o mais cínico é o br.msn.com que passa por cima mesmo dos fatos acontecidos no jogo.
Mas hoje, com redes sociais e a possibilidade de cada um produzir e divulgar seu produto, a verdade ficou clara: os títulos do Flamengo são suspeitíssimos. O mais recente, todos viram: 46 minutos do segundo tempo, impedimento claro, a imagem também comprova que o assistente Luiz Antonio Muniz de Oliveira estava bem posicionado, mas o gol foi confirmado pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique. O bandeirinha foi o mesmo que não deu dias antes um gol do Vasco contra o mesmo Flamengo, naquele lance em que outro assistente – Rodrigo Castanheira – estava a dois metros do gol mas “não viu” a bola bater 33 centímetros dentro da meta do Flamengo.
Esses são os recentes, mas agora, com a internet podemos lembrar da única Taça Libertadores conquistada (?) pelo Flamengo. Em 1981, o rubro-negro da mídia não enfrentou nenhum time argentino (único brasileiro a ter esse privilégio) e quando jogou contra o time mais forte – o Atlético Mineiro – o árbitro José Roberto Wright expulsou “só” cinco atletas atleticanos, o que motivou a vitória do Flamengo, que depois venceria os Cobreloa da vida e seria campeão. Um ano antes o Galo foi prejudicado na decisão e o Flamengo sagrou-se campeão brasileiro. São inúmeros os fatos, mas quando o Botafogo, por exemplo, reclama, os programas de humor da Globo entram em campo e fazem piada, falam em chororô. É tudo articulado. Talvez por isso, o goleiro do Flamengo, Felipe, fale para todo o mundo ouvir “roubado é melhor” e não há nenhuma reação dos poderes públicos e das federações. A do Rio de Janeiro, faz o papel de menino de recado da Globo, todos sabem,  e as outras não reagem com medo do poder da mídia.
Os erros sucessivos deixam de ser coincidência. Lembro de 2011, quando o Vasco foi prejudicado em dois clássicos contra o Flamengo. Em ambos, o árbitro (?) Péricles Bassols “errou” favorecendo o rubro-negro. Os “erros” fizeram com que o título brasileiro fosse para o Corinthians. Ano passado o mesmo assistente na final da Taça Guanabara anulou um gol do Vasco e impediu o título. Depois, na Taça Rio, o Gaúcho perdeu seu emprego. E onde está trabalhando? Então precisa de seriedade, honestidade e ética, não só no campo mas também nos veículos de comunicação.
A seguir, links e imagens para você clicar e ler e se informar mais sobre esse mito cujos títulos estão sob suspeita.
Você quer saber quem é o senhor José Roberto Wright? Com toda certeza o mais honesto juiz que o futebol brasileiro já teve!
Roubalheira: Flamengo x Atlético Mineiro
Flamengo é campeão com ajuda do apito
SportTV: Tira-teima mostra posição irregular de Márcio Araújo em gol do Flamengo
Flamengo estuda trocar o urubu por outro símbolo
Domingo vergonhoso para a arbitragem brasileira. Deu os títulos estaduais do Cruzeiro e do Flamengo…
Agora é a FlaPress do Lance! que tenta botar panos quentes na roubalheira de domingo
Felipe realiza o sonho do Flamengo de ser conhecido fora do Brasil
Na primeira vez, jogando pelo Corinthians, deixou entrar de propósito um pênalti no famoso jogo em que o Corinthians entregou o jogo e o Flamengo foi campeão daquele jeito que conhecemos bem. Agora, jogando pelo Flamengo, que o contratou depois do jogo do entrega, diz que “roubado é mais gostoso”.
Clique aqui ou no vídeo e veja o Felipe entregando o gol para o Flamengo
Felipe entrega gol para o Flamengo
ESPN: Vasco faz gol que não vale. O que estaria fazendo Castanheira atrás da meta do Flamengo?
Esporte Interativo – Top 5: motivos para o assistente não ter visto o gol do Vasco!
Erro arbitragem Vasco x Flamengo (Foto: André Durão)Bola de Douglas quica 33cm dentro do gol de Felipe: auxiliar não viu (Foto: André Durão)
Cristiano Mariotti
Cristiano Mariotti
Mestre em Ciências em Sistemas Computacionais, Consultor e Professor em TI. Carioca de família portuguesa, nascido e criado em Jacarepaguá, adoto São Januário como meu segundo lar e levo a cruz-de-malta em meu peito desde que eu nasci.
“Faz parte do futebol!”?
Em 14/04/2014 15:11
Na verdade, mesmo sem inspiração, não posso me furtar a emitir minha opinião a respeito de mais um crime lesa-Vasco cometido ao final da partida de ontem, impedindo que o clube rompesse oficialmente com seu jejum de onze anos sem conquista desse campeonato RIDÍCULO, que é a feição de seu presidente (com p minúsculo mesmo) e de seus pares políticos.Com o tempo, as feridas saram, mas as cicatrizes são eternas. Pelo menos, aos que têm o mínimo de bom senso, com certeza, irão lembrar daqui a vinte, trinta, quarenta, cinquenta anos da VERGONHA cometida no dia treze de abril de 2014.Para quem não é flamenguista (não dá para esperar nada de bom vindo daquelas “bandas”) e gosta de futebol independentemente se é vascaíno ou não, sabe que o esporte bretão de maior penetração nos corações de bilhões de apaixonados pelo mundo sofreu mais um duro golpe. Não é pela perda de um título “somente” (sic) com um gol em impedimento, o que se fosse fato isolado seria mais um dos muitos erros que entram para o histórico de erros de arbitragem que decidem um destino.É por todo um sistema PODRE, muito mais sério, que pode estar por detrás do que fora visto ontem. Um histórico de “erros” sempre contra o Vasco e, na maior parte desses “erros”, favorecendo ao clube rubro-negro “mais querido” da mídia esportiva. Um sistema em que TODOS são cúmplices: desde o presidente da falida FFERJ até os árbitros e com conivência também da mídia esportiva. Que não passará muito tempo e já terá esquecido a VERGONHA que é esse campeonato carioca.Muitos irão levantar vozes, sob o velho hipócrita discurso de que “faz parte do futebol”. Mas como assim?! Um clube perder um título onde por detrás disso existe um histórico de prejuízos causados ao mesmo sempre em benefício de um somente, sendo que esse “um” JAMAIS é prejudicado (pelo menos, de 2006 para cá são de contar nos dedos de uma mão mesmo se houve algum lance “polêmico” em favor de outrem e contra o arquirrival citado) “faz parte do futebol”?!Será que faz parte, também, do futebol o prejuízo causado em imagem para um clube, o Vasco em especial, que além de ter deixado de repercutir sua marca como LEGÍTIMO campeão no campeonato da lisura que foi, deixou de arrecadar financeiramente com o prêmio de campeão?! Afora os retornos em investidores futuros que podem deixar de investir no clube entre outros benefícios que podem (ou não) estar em contrato de patrocinadores, como prêmios a serem pagos em caso de conquista de título?! E se levarmos em conta que toda essa verba não arrecadada, muito mais profundo do que os profissionais do futebol que ganham relativamente bem, serviriam para alimentar famílias de funcionários do Vasco, que por falta desse dinheiro poderão ter seus vencimentos mensais, mais uma vez, atrasados?!Quem defende essa bandeira de que “faz parte do futebol” poderia se comover, agora, com tais chefes de família, árbitros, auxiliares e jornalistas esportivos, inclusive – que formam opinião, mas que, alguns deles para não dizer muitos, mostram descompromisso com a verdade em certos momentos quando lhes é de conveniência – e ajudarem a promover “uma vaquinha” em pró do dinheiro não arrecadado com a conquista e utilizá-los, ao menos, para esses chefes de família (é com eles que estou mais preocupado), que foram do céu para o inferno em segundos por culpa exclusiva de um IMPEDIMENTO CLARÍSSIMO não assinalado. Justamente pelo mesmo bandeira que “não viu” (sic) o gol de Douglas e que anulou, em 2009, um gol legítimo da Friburguense contra o mesmo adversário. Coincidência tudo isso?! Quem é capaz de afirmar isso com cem por cento de certeza ou sem o sentimento de uma leve (que seja!) suspeita no interior de seu pensamento?!Futebol não é brincadeira! Não me venham, por favor, com discurso moralista de que “faz parte”! Já vimos nesse próprio país em que a política de “pão e circo” impera casos de corrupção à arbitragem comprovados, tal como foi o escândalo de 2005, além de outros mais vistos internacionalmente, na Itália recentemente em 2006, por exemplo. Não posso ser leviano de acusar com certeza, mas por que não posso desconfiar de um esquema (mesmo de forma subliminar, que não envolva dinheiro, simplesmente na pressão interna ou intimidação) que seja para prejudicar ao Vasco e favorecer ao máximo o arquirrival? Evidências para tal desconfiança não faltam, dada a observância em função do tempo e ao histórico de “erros” lesa-Vasco ao longo do mesmo.Ontem, quem é vascaíno perdeu um título, mas quem gosta de futebol perdeu MUITO mais! Perdeu a credibilidade (muito pouca que ainda se tinha esperanças do falido futebol outrora “mais charmoso do Brasil”), perdeu o respeito. Até valores éticos e morais foram perdidos e servidos como mau exemplo para todos, tal como a declaração do goleiro Felipe de que “roubado é mais gostoso”.Esperar o que, no entanto, de um goleiro que representa um clube no qual esse mesmo clube já foi envolvido com ladrilheiro, Wright e as cinco expulsões que lhe classificaram na única vez que foi campeão da Libertadores, “papeletas amarelas”, vários e vários outros casos de favorecimentos explícitos em decisões de taças e de campeonatos entre outros casos de vergonha que são ocultados pela massa conivente da mídia esportiva? E que, além disso, já teve outro de seus goleiros que, primeiro, achava normal “sair no braço com sua mulher”, para depois ser incriminado pela Justiça por conta do sumiço de uma?Esses são os valores éticos e morais que ficam do que não devem ser seguidos por alguém que seja de bem e que ainda pense em praticar os bons valores aos seus semelhantes. O mesmo goleiro que diz isso (será que os “moralistas” do STJD vão chamá-lo às falas?!) é quem irá cobrar de seus filhos, por exemplo, valores e atitudes de respeito aos seus próximos. Ou não?De qualquer forma, o golpe foi acusado! Há tempos já cancelei meu PPV (não vou ficar pagando mensalidades por um serviço no qual meu clube recebe ninharia em relação ao arquirrival e que não há pesquisa confiável que comprove que essa discrepância seja justa); não irei a mais nenhum jogo de campeonatos promovidos por essas federações PODRES (inclui-se a CBF nesse meio, também). Por respeito aos funcionários do Vasco que são chefes de família e para ter a chance de mudar o clube através do voto, continuarei a pagar as mensalidades de sócio, contudo, não mais do que isso. O futebol brasileiro no geral, da minha parte, NÃO MERECE um tostão suado de meu bolso e nem o tempo que demando para deixar de dar atenção à minha família e assistir à PODRIDÃO, mais uma, tal como assisti junto a milhões de pessoas que, isentas de paixão clubística, presenciaram aquilo que de PIOR o representa.
Deixo como mensagem final algumas imagens que representam bem o que foi esse campeonato carioca para o Vasco, na certeza de que o clube não mais deveria disputar esse lixo de competição, valorizando sua real grandeza e não como muitos enxergam ao Vasco e que ocupam as principais cadeiras da federação.

Mulher do juiz que roubou o Vasco e favoreceu o Flamengo - II

Gol impedido do Flamengo - II

Flamengo - roubado é mais gostoso - II

2 pensamentos sobre “Como a mídia cria mitos

  1. Parabéns…Parabéns mesmo sempre tive vontade de divulgar isto mas não tive oportunidade e nem tempo e se você pesquisar vai achar mais podridão e vergonha…já vi jogador adversário comemorar gol do flamengo em imagens cortadas e etc

  2. Excelente pesquisa!
    Antes da internet a parcialidade ficava escondida. Inventavam coisas no rádio, escreviam o queriam e o Flamengo sempre aparecia como o tal, mas hoje em dia todos ficam sabendo e emitindo suas opiniões às claras. Parabéns pelo post.

    >

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s