Só tinha fama

É o que as pessoas estão achando do governador Jaques Wagner (na foto com duas características incomuns: a ausência da barba e o slogan Todos pela Escola), que cultuava a fama de grande negociador em períodos de crises nas relações de trabalho e em greves.
Sabe-se agora que era só era fama. Quando sindicalista sabia negociar com o patrão. Na condição de governador, negociar é um verbo que ele não conjuga. Foi assim na greve da saúde, da polícia e está sendo na educação.
Não negocia. Nem mesmo aparece. Utiliza alguns programas de qualidade duvidosa e que recebem ampla publicidade do governo para desinformar e fazer ameaças veladas. Fora isso o governo publica matérias pagas publicitárias.
Diálogo com grevistas, de jeito nenhum. Seus interlocutores (um ou outro secretário e dóceis deputados governistas) quando surgem no noticiário apenas confundem a opinião pública.
Como a greve na educação já passou dos 50 dias (começou em 11 de abril) a Bahia – no ensino público – está com seu ano letivo comprometido.
Veja essa reportagem
Junte-se a isso os doze dias de greve da polícia, e os dias letivos dificilmente serão  repostos com a qualidade de ensino que deveriam ter.
O Estado vai mal, mas a propaganda oficial diz o contrário. Não é difícil a memória se lembrar de outros tempos que pensávamos enterrados. Os métodos de enganar a população são os mesmos.
No interior, as notícias pipocam aqui e acolá: na maior seca dos últimos 47 anos vários prefeitos preferem gastar o dinheiro em artistas para os festejos juninos, deixando a população da área rural à míngua.
Veja uma das reportagens sobre o assunto
Na capital, a administração funciona no automático. Algumas secretarias, com profisionais competentes, ainda conseguem um mínimo de sobriedade no trato com a cidade.
No geral, no entanto, Salvador está maltratada demais.
A cada dia piora para quem anda de carro ou a pé. Engarrafamentos a todo momento estressam motoristas.
Calçadas ocupadas desesperam transeuntes.

Estações de ônibus – tem aumento da tarifa no próximo domingo – sujas, com escadas rolantes sem funcionamento e assaltantes de plantão aterrorizam passageiros.
E o Metrô virou piada nacional. Treze anos depois e nem um centímetro funcionando.
A Cidade do Salvador e a Bahia, tão bonitas e tão mal governadas…
E gente que contribuiu para esse arraso pretende se sentar na cadeira ocupada por João Henrique. Quer dizer, é a Lei de Murphy, o que pode piorar vai piorar.

Um pensamento sobre “Só tinha fama

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s