Estivadores desesperados com o futuro sombrio: 130 ameaçados de perder o emprego

A ideia da reportagem foi da graduanda em jornalismo Adriana Roque, a combatente por respeito aos direitos humanos Adriana Dri, o texto é do jornalista Marivaldo Filho e a foto de Roberto Viana, ambos do Bocão News. Adriana Dri solicitou o espaço do blog para ecoar o sofrimento e as reivindicações dos estivadores:

 Preço da modernidade: 130 estivadores perdem trabalho no Porto de Salvador
Quando um navio aportou em Salvador, no dia 1º de dezembro, trazendo três novos portêineres da China com a promessa de modernizar e aumentar a capacidade do porto da capital foi muito comemorado pelos governantes baianos. Mas, o que deveria ser positivo, principalmente vislumbrando a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, não pôde ser festejado por todos. Com a compra dos novos equipamentos, o Tecon Salvador, concessionária do porto da cidade, precisará apenas de 50 do total de 180 trabalhadores que prestam serviços sem vínculo empregatício.  Muitos com mais de 30 anos de trabalho no porto. Se a expectativa do crescimento econômico é favorável, o lado social é preocupante: 130 pais de famílias ficarão sem o ‘ganha-pão’.
O Tecon Salvador é a empresa responsável pela maioria dos embarques e desembarques de contêineres na cidade e contrata os trabalhadores através do Órgão Gestor de Mão-de-obra (Ogmosa). Após ganhar disputa judicial contra os funcionários que tentavam garantir a permanência no trabalho, o Tecon, que antes tinha oferecido 100 vagas para o processo seletivo e contração dos trabalhadores com vínculo empregatício, reduziu para 50 o número de vagas.
Desesperados, os estivadores procuraram a imprensa para expor a situação. Preocupados com a retaliação no processo seletivo que está sendo realizado, pediram para não serem identificados.  Para preservar as identidades dos trabalhadores, nomes fictícios foram usados nesta reportagem.
“Um companheiro nosso foi eliminado no psicoteste e tentou ontem (terça-feira) colocar fogo na Ogmosa. Isso é desumano. Ele sempre trabalhou com isso. Não é possível que agora, aquele psicoteste besta que ele fez e que eu já fiz também, ateste que ele não tem condições de exercer um papel que ele sempre exerceu muito bem. É uma estratégia deles para descartar os trabalhadores”, disse João Almeida.
Outro estivador criticou o governador do Estado. “É muito fácil Jaques Wagner chegar na televisão e falar na modernização do Porto de Salvador. Falar que vai atrair turistas, mas ele está esquecendo do preço desta modernidade. Não percebe quantas pessoas vão ficar sem tem o que levar para as suas famílias. Logo um governo de um partido de esquerda e que diz que defende os trabalhadores”, reclamou Marcelo Oliveira.
Há 20 dias sem trabalhar, Givanildo Ferreira vai ter que tirar o filho da escola particular. “Mexe com a condição de toda uma família. Além da educação, da questão social, de pensar numa aposentadoria e garantir uma tranquilidade para o futuro, modifica a perspectiva de vida de trabalhadores e pais de família”, desabafou.
O Tecon foi procurado pelo repórter Marivaldo Filho para dar sua versão sobre o problema dos estivadores. Mas não deu resposta.

6 pensamentos sobre “Estivadores desesperados com o futuro sombrio: 130 ameaçados de perder o emprego

  1. Infelizmente, nós elegemos um governador sanguessuga que nem se quer é baiano e estamos pagando pela nossa irresponsabilidade. Sofro duplamente, por ser funcionario público. Pensamos que acabaríamos com o “Coronelismo” e,de fato acabamos,porém substituimos pelo ditador Jaques Wagner. Eu que nunca imaginei que sentiria falta do “carlismo”, do “rouba, mas faz”, me arrependi amargamente pois o cara (Wagner) só puxa para o lado do empressariado e com certeza deve lucrar e muito com tudo isso. Eu repudio e apoio totalmente a mobilização contra tudo e todos que querem acabar com a estória do crescimento economico da nossa cidade, o qual o ESTIVADOR é a molamestra.

  2. Gostaria de saber porque o poder publico não se importa com a classe de trabalhadores que move a economia de uma nação, seja municipal, estadual ou federal, dando ganho de causa aos tubarões que outrora era denominado como senhores de engenho ou senhores feudal, será que os valores financeiros estão imperando perante essa cúpula e fragilizando uma categoria secular de pais e mães de família que busca viver digna e honestamente pagando suas contas e seus impostos mantendo assim os altos salários dos políticos, para que eles junto aos grandes empresários tenha vantagens perante a justiça junto a classe laboral,será que é merecido uma massa de trabalhadores que precisam e depende do trabalho portuário para se manter, no instante em que muitos já não apresenta mais idade para ingressar no mercado de trabalho e os mesmo por dedicar-se anos a fio na atividade portuário acreditando que iria manter sua renda e o sustento dos seus familiares, esqueceram ou não tiveram tempo e oportunidade para se dedicar á outras atividades oferecidas no mercado até mesmo porque a atividade portuária é composta de horários que não proporciona o trabalhador a dedicar-se a fazer uma faculdade ou até mesmo um curso profissionalizante, até porque a capitania dos portos disponibiliza cursos de qualificação para toda atividade portuária ao qual está especificada por meio de certificados de cursos reconhecido pelo capitão de portos e costas e através dos crachás de identificação do trabalhador fornecido pelo (OGMOSA),portanto estamos lutando para buscarmos soluções e o reconhecimento dos governantes que se diz ser filiado ao partido dos trabalhadores que venham reconhecer que tem que apoiar esta categoria pra não ter que contratar mão-de-obra através de concursos publico para policiais militares devido a demanda de criminosos aumentarem por não ter o que comer em suas residências devido a ter sido extraído de forma arbitrária a sua forma digna e honesta de se ganhar o pão de cada dia,porque lamentavelmente o trabalhador que sustentou com afinco a sua família trabalhando em incansáveis turnos tipo de 19 á 01 da madrugada arriscando a vida tendo que retornar para casa de carona ou até mesmo comprometendo o dinheirinho ganho com galhardia ao longo de uma jornada pegando um táxi que não custa barato tendo em vista que na madrugada se paga bandeira 2 e muitas das vezes os taxistas não param pensando que seja um marginal em determinada hora da madrugada que não foge da razão,e também no horário de 01 ás 07 da manhã onde também se expõe a riscos se deslocando de sua casa num horário atípico a realidade de horários de determinadas categorias trabalhistas,portanto cito aqui o meu repúdio referente a esta atitude ingrata de empresários desumanos que pagam valores irrisórios diante dos riscos que a atividade oferece e também pelos altos lucros que vem tendo ao longo das operações com navios no porto de salvador, precisamos de soluções e medidas urgentes porque estamos próximo de passar fome ao lado de nossa família estamos em situação de verdadeiro desespero estamos atônitos sem saber pra onde ir ou até mesmo o que fazer!

  3. MANIFESTO AQUI MINHA INDIGNAÇÃO:

    A REFERIDA EMPRESA SIMPLESMENTE DECIDIU MUDAR A MANEIRA DE REQUISITAR A MÃO DE OBRA AVULSA, E PIOR COM ANUÊNCIA DO SINDICATO. APLICOU O SISTEMA 3 POR 1, OU SEJA, FICA COM TRES NAVIOS CUJA OPERACIONALIDADE SERÁ FEITA POR FUNCIONÁRIOS PRÓPRIOS MAIS 50 EX-ESTIVADORES, SÓ REQUISITARÁ A ESTIVA, OU MELHOR, O QUE SOBROU DELA, PARA UM NAVIO, PAGANDO DIÁRIA E NÃO MAIS A PRODUÇÃO. ALÉM DE REDUZIR O NÚMERO DE TRABALHADORES POR TERNO, RETIROU A FUNÇÃO DE CHEFIA OU ENCARREGADO DE BORDO.

    COM A DRAGAGEM FEITA PARA RECEBER NAVIOS DE GRANDE PORTE E A CHEGADA DE NOVOS PORTAINERS TORNARÃO AS OPERAÇÕES MAIS CÉLERES, AUMENTA A ROTATIVIDADE DE NAVIOS POR CONSEGUINTE OS LUCROS DA REFERIDA EMPRESA., OCORRE QUE PARA NÓS TAMBÉM SIGNIFICAVA MUITO, POIS TAMBÉM CRIAMOS EXPECTATIVAS DE OTIMIZAR NOSSA RENDA.

    ENQUANTO O STAFF DA CODEBA, EMPRESÁRIOS E GOVERNO COMEMORAM TÃO EMOCIONADOS OS LUCROS VINDOUROS, NÓS ESTIVADORES ENTRAMOS NUM LUTO ANTECIPADO PELA MORTE DA CATEGORIA.
    TRANSCREVENDO AS PALAVRAS DO SR. CESAR BAIÃO ATESTAMOS A DISCREPÂNCIA ENTRE A FALA E A REALIDADE: “Foi na Bahia que o grupo Wilson Sons iniciou suas operações há mais de um século. Nascemos aqui e esse estado faz parte de nosso presente e de nosso futuro. A economia baiana passa pelo porto. A expectativa é gerar pelo menos 100 novos postos de trabalho até 2012 com essa modernização\”.

    SEM O MENOR PUDOR FALAM EM MAIS DE UM SÉCULO DE ATIVIDADE PORÉM, DELETAM OS 100 ANOS DE TRADIÇÃO DA ESTIVA, FALAM EM JUSTIÇA SOCIAL, ANUNCIAM 100 NOVOS EMPREGOS MAS, ESCONDEM O TERRORISMO VELADO E LANÇADO DENTRE UMA CATEGORIA SECULAR E CONSEQUENTEMENTE SUAS FAMÍLIAS.

    MUITOS PENSAM QUE ESTIVADORES SÃO IGNORANTES, ANALFABETOS, SEM ESTUDO, HOJE ESSE PERFIL É MUITO DIFERENTE. NÃO SABEM QUE A ECONOMIA DO PAÍS PASSA POR NOSSAS MÃOS, QUE CORREMOS SÉRIOS RISCOS DE VIDA, QUE MUITOS JÁ MORRERAM DANDO LUCROS AOS PATRÕES DO PORTO. NÃO SOMOS CONTRA O VÍNCULO, SABEMOS QUE É PREVISTO EM LEI, SOMOS CONTRA OS MOLDES DESSE ACORDO, QUE SIMPLESMENTE NOS DESCARTAM IMPONDO SUAS CONDIÇÕES HUMILHANTES. POUCO SE IMPORTA QUE CERCA DE 130 ESTIVADORES, QUALIFICADOS E CERTIFICADOS PELA CAPITANIA DOS PORTOS CONTEM APENAS COM A ATIVIDADE PORTUÁRIA COMO MEIO DE SOBREVIVÊNCIA, OU SEJA, PARA SEU SUSTENTO E DE SUA FAMÍLIA, POUCO IMPORTA QUE ESSA SUPRESSÃO INTERFIRA NO PADRÃO DE VIDA DE CADA UM, OU QUE CAUSE PERDA PARA FINS DE CÁLCULOS DA APOSENTADORIA. NADA IMPORTA, SÓ O LUCRO.

  4. etamos relamnte sofrendo pelo fato do nosso governador nao se preocupar com os trabalhadore da estiva,diante de tamanho terrorismo que estão sofrendo devido este fato notorio um certo estivador que já trabalhava no porto a mais de 15 anos tentou tocar fogo no ogmosa pelo fato de não ter sido aprovado no teste para entrar neste referida empresa o tecon.
    alguns sem trabalhar a mais de 15 dias estao desesperado as vezes brigando entre si por causa de um diaria de 20 reais,lembro-me de ter ouvido uma conversa entre dois estivadore que diziam: josé o que voce pretende fazer? olha chico estou totalmente desesperado voce sabe que agora que eu consegui comprar minha casa e ainda me resta meis de dez prestacões alem de ter um gasto mensal de mais de mil reais só com remedios e fraldas para minha mãe,olha chico uma coisa e certa se continuar assim vou ter que roubar:e voce José eu bem eu estou pior ainda devo carro aluguel escola das crianças e plano medico este mes vou priorizar só luz agua e aluguel o resto vou empurrar com a barriga,ou entao me juntar a voce para formar uma quadrilha não é isto que o governo quer?. Pasmen ouvir esta conversa me magoou muito em ver dois pais de familia desesperado por casa do seu emprego. Até quando governador iras arrochar estes pais de familia? O pior porem e ver nos equipamentos desta operadora (empilhadeira de grande porte) que fora conseguida com o apio do governo federal. Sera que agora o governo federal não poderia apoiar os trabaladores tambem????????????????????

  5. Isso é um absurdo!!!! Gastam R$ 160 milhões no terminal portuário + R$ 20 milhões em depósito vazios, no Porto Seco Pirajá, mas não hesitam em tirar o “ganha pão” de mais de 130 famílias… É desse jeito que o Tecon e o governo estadual querem colocar a “Bahia na frente como referência nacional”????? Que vergonha… Força estivadores, não desistam de lutar!!! Agradeço ao jornalista Marivaldo Filho e a José Bonfim pelo apoio a essa categoria que como nós, são trabalhadores que possuem deveres mas também direitos. Abaixo ao poderio econômico famigerado que quer passar por cima dos direitos destes homens, simples, porém cidadãos brasileiros como todos nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s