A TARDE: patrões chegam a 2% de reajuste e sugerem dissídio. Nesta quinta tem assembleia geral

A negociação em A TARDE continua, mas os patrões já sugerem que chegaram ao fim de linha. Nesta quinta, às 14 horas, os trabalhadores (jornalistas, gráficos e administrativos) fazem uma assembleia para definir as medidas jurídicas e estratégicas a serem adotadas, já que as negociações entre patrões e sindicatos parecem esgotadas.

Foto: Sandra Travassos / Grupo Metrópole

Boletim 06/ 07/ 2011
Depois de mais uma rodada de negociação entre representantes de A Tarde e dos sindicatos dos jornalistas, gráficos e da área administrativa, o avanço foi insignificante para os trabalhadores: 2% de reajuste salarial e tíquete refeição para quem ganha cerca de R$ 3 mil. Sequer foram ampliados o que A Tarde chamou de “ganhos indiretos”. Chegar apenas a um pouco além do índice de 1,62% inicialmente proposto pela empresa e rejeitado pelas categorias de trabalhadores, criou a expectativa de o impasse ser resolvido pela justiça.
Na reunião desta quarta-feira, 6 de julho, a proposta de dissídio foi colocada pelo próprio diretor Sylvio Simões, após já ter sido cogitado na mesa de negociação na Superintendência Regional do Trabalho, pelo advogado da empresa, Rui João. A disposição da empresa de enfrentar o dissídio deixa à vontade os trabalhadores, já que, pela lei, o dissídio só é avaliado pela Justiça se as partes estão de acordo em utilizar esse recurso.
Nesta quinta-feira, 7, às 14 horas, uma assembleia definirá as medidas jurídicas e estratégicas a serem adotadas, já que as negociações entre patrões e sindicatos, dentro da empresa, parecem esgotadas. Os trabalhadores, penalizados por perdas salariais acumuladas nos últimos três anos, não aceitam 2% de reajuste salarial, quando o mínimo necessário para cobrir inflação apenas do último ano é de 6,30%, índice obtido pela maioria das categorias de trabalhadores no estado.
Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba)
Sindicato dos Empregados em Administração de Jornais (Sadejorba)
Sindicato dos Gráficos do Estado da Bahia (Sindgráficos)

2 pensamentos sobre “A TARDE: patrões chegam a 2% de reajuste e sugerem dissídio. Nesta quinta tem assembleia geral

  1. O Corparativismo é grande também, a excessão deste blog, ninguem quer noticiar com (sic) medo dos Simões,(será que está rolando nota $$$) aliás promessas pois dinheiro que é bom… !!!!!
    Só aviso uma coisa, Voces verão o que vai acontecer!!!!
    É certo que tem um toque proposital nisto tudo, para que os Simões (incluindo o Yuva),levarem vantágem em alguma coisa, quem sabe com algum fornecedor!!!
    Tem pessoas que afirmam que é uma jogada (apesar da crise financeira), para não haver muitas festas para os 100 anos do ATarde (uma espécie de marketing) negativo, só que a crise veio a público devido a má gestão das últimas décadas.
    Aguardem vem muito mais por aí.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s