Aruak e a revolução dos bichos

 

O autor do livro Jair Araújo (foto de Eduardo Silva)

 

Aruak e os Estranhos Seres (lançamento em 16 de dezembro)
Jair Araújo é um típico indivíduo dos anos 70. Geração que enfrentou a ditadura militar instaurada no Brasil em 1964 e, como todos regimes autoritários, perversa com aqueles que queriam respirar o ar da liberdade. Ainda cedo, com pouco mais de 18 anos, Jair Araújo começou a trabalhar na Coelba, após passar em um concurso público, enquanto partia para o vestibular de Biologia na Universidade Federal da Bahia. Como é típico dessa tribo, Jair se multiplicava em suas atividades, trabalhava e ensinava química no Colégio São Tomás de Aquino. Depois passou pelo 2 de Julho, Central, Escola Técnica, até ser aprovado em outro concurso, desta vez na Secretaria Municipal de Educação, onde foi desenvolver técnica em arte-educação, com foco em biologia. Em seguida, mergulhou em um projeto no Parque da Cidade, chefiando o setor de Biologia da Superintendência de Parques e Jardins.
Bem antes disso, nos idos de 1974/75, dirigente do diretório acadêmico de biologia, na UFBA enfrentou a repressão militar chefiada pelo temível coronel Luiz Arthur de Carvalho. Mas como também é típico dos setentistas encontra humor para falar disso hoje. E jamais se esquecerá que foi nas agruras dos anos de chumbo que conheceu o grande amor de sua vida, que viria a ser sua esposa.
Em 1983, biólogo e administrador de empresas, envereda pela literatura e publica, em parceria com seu irmão, o livro de poemas “Silêncio Solto/Bolhas de Sabão”.
Em 1985, transformou uma Kombi no expressivo Vagão Ecológico e, junto com amigos com a mesma ideia de defesa do meio ambiente, fez um projeto itinerante de educação ambiental, estimulando nas pessoas a consciência crítica na preservação do planeta, mesmo que fosse apenas durante a Semana do Meio Ambiente. Ele e os amigos apresentavam peças de teatro e palestras no Vagão Ecológico. Ainda em 85, conquistou sem primeiro prêmio literário, o 2° lugar no Concurso Boa Palavra, promovido pela Prefeitura de Salvador, com o poema Abaeterna. Nesse mesmo ano recebeu uma menção honrosa no Concurso Internacional de Poesias da Federação Baiana de Escritores.
Passou o tempo e Jair continuava a escrever, volta e meia publicava alguma coisa em antologias. Em 2000, lançou Entre Poucas e Boas, um livro de contos. Em 2002, ficou com o 3° lugar na categoria contos no Concurso Cidade do Salvador, promovido pela Fundação Gregório de Mattos.
Agora, brinda o leitor com sua prosa clara e bem humorada no livro Aruak e os Estranhos Seres. Os 700 exemplares (181 páginas de papel reciclável cada um) poderiam ser muito mais, não fosse a estranha lógica mercadológica que não incentiva o povo a ler ou será que adiantaria incentivar enquanto pagodes e axé music ocuparem mentes e rebolados soteropolitanos? A crítica mordaz revela que Jair Araújo continua atento e forte. “Meu compromisso é com a minha consciência”, afirma.
Pesquisa feita por ele, tendo como fontes o IBGE e a Câmara Brasileira do Livro, base 2008, detecta que o faturamento em reais na venda de livros em 2008 foi de 2,3 bilhões. Desses, a venda no mercado chegou a 2,43 bilhões. Ao governo, 869,35 milhões. O PIB do Brasil é de 2,9 trilhões de reais. A representação do mercado do livro em relação ao PIB é de 0,11%. O número de exemplares vendidos para o mercado foi de 333.264.519, que corresponde a 63,45% dos livros vendidos. Para o governo, foram vendidos 211.542.458 ou 36,35%. A população brasileira em 2008 era de 189,6 milhões. O número per capta de livros por habitante é de 1,7%.

No prefácio de Aruak, Danilo Athayde Fraga fala, entre outras coisas, da apologia feita por Jair Araújo à Revolução dos Bichos, de George Orwell
O próprio Jair Araújo explica a história de Aruak
Formação, obras, prêmios e contatos do autor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s