Mundo afro e o folk, juntos

Há poucos dias a jornalista especializada na defesa das causas negras, Cleidiana Ramos, me surpreendeu. Enviou mensagem por E-mail chamando minha atenção para um dos blogs de A Tarde, Mundo Afro, que ela produz e edita. Naquele dia, a querida colega estava falando do grande Harold George Belafonte, Jr. ou simplesmente Harry Belafonte, nascido em Nova York em 1º de março de 1927, cantor, ator e ativista político, um dos mais bem-sucedidos artistas de origem caribenha. Nasceu no Harlem, mas passou a infância na Jamaica, país natal de sua mãe, segundo a Wikipédia.
No fim dos anos 40, começou a ter aulas de arte dramática junto com Marlon Brando, Tony Curtis e Sidney Poitier, enquanto trabalhava no teatro negro americano. Anos depois, receberia um Prêmio Tony por seu trabalho nos palcos da Broadway.
“Conheci” Harry Belafonte nos anos 70, adolescente, em Conquista. Período em que “fui apresentado” também a Bob Dylan, o legendário cantor de folk, hoje com 68 anos. Lembro que a primeira música que ouvi do Bob Dylan foi Lay Lady Lay. Quase furo a faixa no Long-play, ouvia o tempo todo.
Mas essa introdução é só para lhe convidar a visitar Cleidiana no Mundo Afro, onde você pode ler e acessar entrevistas, comentários e análises envolvendo figuras interessantes da negritude.
Antes, divirta-se com Harry Belafonte (cantando Banana Boat) e los Muppet Show
E, depois, veja Bob Dylan cantando Lay Lady Lay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s