Liminar do STF reconduz Thales Ferri ao cargo de promotor de Justiça

Thalis Ferri (no centro) é acusado pelo assassinato de um jovem no litoral paulista em 2004

Thalis Ferri (no centro) é acusado pelo assassinato de um jovem no litoral paulista em 2004

Uma liminar (decisão provisória) concedida na segunda-feira (6) pelo ministro Carlos Alberto Menezes Direito, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconduz Thales Ferri Schoedl, acusado de assassinar um jovem no litoral paulista em 2004, ao cargo de promotor de Justiça, mas não permite que ele volte a exercer a função. A liminar permite somente que ele volte a ser membro do Ministério Público.

A liminar suspende então a decisão do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que, no dia 18 de agosto, havia proclamado que o cargo de promotor de Thales não era vitalício. O CNMP tem apenas competência administrativa e não jurisdicional. Segundo o ministro Menezes Direito, somente uma decisão judicial poderia decretar a exoneração de Thales do cargo de promotor.

Leia mais no globo.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s