Quando fevereiro chegar – Uma lírica de Fausto Nilo

16 set

Nilton Amorim reaparece para dar suas dicas musicais. Você conhece “Quando Fevereiro Chegar”, com Geraldo Azevedo (como se vê aí abaixo), mas Nilton chama a atenção para o novo trabalho de Fausto Nilo:

Olá pessoal, estou aqui para falar de música brasileira, dar dicas de discos marcantes e lançamentos de artistas brasileiros. O destaque desta semana é o cd “Quando Fevereiro Chegar, Uma lírica de Fausto Nilo“, em homenagem ao letrista cearense, Fausto Nilo, parceiro de grandees nomes da nossa música, como Moraes Moreira, Armandinho, Dominguinhos, Geraldo Azevedo, Raimundo Fagner, Pepeu Gomes, entre outros. Quem não lembra dos sucessos, “Bloco do Prazer”, “Chorando e cantando”, “Eu também quero beijar” e tantos outros que marcaram a carreira deste engenheiro e letrista cearense. Bem, o cd foi gravado entre novembro e dezembro de 2009, em Recife e Rio de janeiro, foi produzido por Robertinho de Recife e Raimundo Fagner, é uma releitura de grandes sucessos da carreira de Fausto Nilo e seus parceiros e contou com a participação de grandes nomes da música brasileira, como Caetano Veloso, Zeca Baleiro, Fernanda Takai, entre outros e ainda marca o encontro de três importantes guitarristas da nossa música – Robertinho de Recife, Armandinho e Pepeu Gomes. Todas as música são conhecidas, pois foram sucessos nas décadas de 80 e 90. Pena que a gente não encontra o cd nas lojas para compra-lo, mas de qualquer maneira o dica foi dada, é mais um grande lançamento da música brasileira. (Nilton Amorim)
 CD “QUANDO FEVEREIRO CHEGAR – UMA LÍRICA DE FAUSTO NILO” – VÁRIOS – 2010
1- Vida boa (Armandinho/Fausto Nilo) – voz: Geraldo Azevedo
2- Coisa acesa (Moraes Moreira/Fausto Nilo) – voz: Caetano Veloso
3- Santa fé (Moraes Moreira/Fausto Nilo) – voz: Elza Soares
4- O elefante (Robertinho de Recife/Fausto Nilo) – voz: Fernanda Takai
5- Pão e poesia (Moraes Moreira/Fausto Nilo) – voz: Ivan Lins
6- Chão da praça (Moraes Moreira/Fausto Nilo) – voz: Carlinhos Brown
7- Periga ser (Robertinho de Recife/Fausto Nilo) – voz: Zé Ramalho
8- Eu também quero beijar (Moraes Moreira/Pepeu Gomes/Fausto Nilo) – voz: Zeca Baleiro
9- Zanzibar (Armandinho/Fausto Nilo) – voz: Jorge Vercillo
10- Pedras que cantam (Dominguinhos/Fausto Nilo) – voz: Moraes Moreira
11- Chorando e cantando (Geraldo Azevedo/Fausto Nilo) – voz: Fagner
12- Bloco do prazer (Moraes Moreira/Fausto Nilo) – voz: Fausto Nilo e todos

6 Respostas to “Quando fevereiro chegar – Uma lírica de Fausto Nilo”

  1. Ionas Pereira 29/10/2010 at 17:03 #

    Caro Brown, estou escrevendo porque conheci, melhor tive a honra de conhecer o poeta dos poetas Sr Fausto Nilo, uma simpatia, simplicidade e ainda fui gratificado com o cd Quando Fevereiro Chegar autografado pelo mesmo em sua casa em Fortaleza no último dia 11 de outubro. Parabéns pela psotagem, pois conhecia Fausto Nilo apenas como parceiro de Fagner e descobri que seu universo é muito maior…estrela de primeira grandeza!

    • José Bomfim 07/11/2010 at 23:31 #

      Boa informação, Ionas. O blog agradece a sua colaboração.
      Valeu!

  2. Angélica 29/09/2010 at 13:36 #

    Desculpe-me Sr. José Bonfim por estar usando este meio de chegar até vocês do blog do Brown, mas precisava denunciar uma arbitrariedade acontecida no último dia 23/09 (Quinta feira).
    Neste dia o repórter fotográfico – Antonio Queirós, 52 anos, dos quais 30 dedicados ao jornalismo baiano – foi demitido, arbitrariamente, do Jornal Correio da Bahia, pelo seu chefe imediato Sr. Márcio Costa. O referido senhor tem o costume de tratar mal seus comandados. Antonio Queirós chagava todos os dias ao trabalho as 6:30 da manha, nunca faltou um dia de trabalho e não era de ficar sentado esperando a notícia e sim ia ao encontro dela, prova disso está no seu cartão de apontamento de horas trabalhadas.
    Acontece que o Sr. Marcio Costa disse a ele que iria suspender o seu período de férias apenas por perseguição. Coisa que acontece constantemente com os outros funcionários do setor, mas estão todos acuados, naturalmente, com medo de perder seus empregos, então não se manifestam. Antonio Queirós foi o único que resolveu reclamar seus direitos, de trabalhador, a ser bem tratado e com educação, por este senhor que de gestão nada entende. Em conseqüência disso foi ameaçado dentro de uma sala, portas fechadas, sozinho, a assinar sua demissão.
    A intenção deste senhor foi de prejudicar alguém que manifestou sua insatisfação em ser tratado mal e ter seus direitos rechaçados. Ele sabia que Antonio Queirós faltava apenas um ano para se aposentar pois este fato sempre foi comentado entre as pessoas do setor e sendo assim resolveu cercear este direito.

    • José Bomfim 01/10/2010 at 22:37 #

      Sra. Angélica
      Vou entrar em contato com Queirós. De antemão, diga a ele para ir ao Sinjorba.

  3. Socorro 28/09/2010 at 19:13 #

    Boa dica. Quem souber onde encontrar o CD, avise…

  4. Eliana Queiroz 22/09/2010 at 10:34 #

    Quanta lembrança boa essas músicas me trazem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 703 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: