Jornalista Márcia Rodrigues

16 out

Um dia de muita tristeza, esta segunda-feira, 6 de outubro. Aquela tristeza infinita de que fala o poeta.
Logo cedo fui informado da morte de Márcia Rodrigues, menina que conheci no Jornal da Bahia. Eu, editando, ela estagiando. Ano de 1989. Tempos depois, profissional, Marcinha mostrava seu talento em jornais e na Agecom.
Sempre nos falávamos, por telefone, por e-mail. E para não fugir à regra, sempre combinávamos um encontro que jamais acontecia. O almoço, o jantar, nada.
Há quatro anos, nos encontramos no sepultamento de Irecê, no Campo Santo. Depois, outro encontro, em cemitério, no Jardim da Saudade, pra não variar, sepultamento de colega jornalista.
“Puxa, Brown, precisamos marcar esse encontro, conversar, falar da vida, de como o jornalismo está mudando”, disse-me Marcinha.
Concordei com ela, ambos acrescentando que jornalista precisa perder o hábito de só se encontrar quando um colega morre.
Forte e destemida, Marcinha reagiu à doença que a atingiu há quase quatro anos. Lutava com a fé de quem sempre foi uma abnegada na profissão e na defesa dos familiares. Falava de seu namorado, elogiando-o pela parceria nessa luta, de amigos que nunca a abandonaram. Mas sempre num tom que revelava o alto-astral com que pontuava suas ações.
No Sarapatel (seu blog), escreveu no dia 28 de setembro sobre a morte de Paul Newman. No orkut, a comunidade Repórter Márcia Rodrigues é uma demonstração do carinho que os coleguinhas tinham por Marcinha.
E é assim que eu queria falar de Márcia Rodrigues. Com uma tristeza devorando o coração, mas levando esses links a quem ler essas informações, para que conheçam um pouco desse ser tão interessante, leal, honesto.
O sepultamento será amanhã, às 10 horas, no Jardim da Saudade, em Brotas. O corpo será velado numa capela do Jardim da Saudade.
Saudades, Marcinha, abraços.
José Bomfim

5 Respostas to “Jornalista Márcia Rodrigues”

  1. Darren Raynor 10/04/2012 at 15:07 #

    I am so devastated as today I was preparing to return to Salvador after many years, I was trying to get in touch with Marcia when I stumbled across this news, I am in shock, I was Marcia’s English teacher but we turned out to be great friends until I lost touch when I moved back to London, Marcia was the best, such a kind and loving soul, funny and determined! I WILL MISS YOU MARCIA AND I AM SO SORRY I COULDN’T SEE YOU ONCE LAST TIME. Por favor se alguem sabe aonde eu posso deixar flores pois estou indo para Salvador no did 19/4/12 me informar no email darrenraynor@yahoo.co.uk. I need to pay my respects.

  2. Cleusa Duarte 23/10/2008 at 15:56 #

    Encontrei com marcinha há um mês no Iguatemi, por acaso. Fez muita festa por conhecer minha filha, com cinco anos. Deu um abraço forte, aquele sorriso lindo, mas alguma coisa no olhar estava diferente. Também marcávamos encontros que nunca aconteceram. Realmente tem sido uma rotina encontrar os colegas, amigos jornalistas nos velórios e enterros.Abraços, cleusa.

  3. Mônica Bichara 23/10/2008 at 15:55 #

    Isso mesmo, Ari. Marcinha só despertava bons sentimentos e soube como poucos encarar essa luta contra a doença. Infelizmente ela nos deixou, faltando poucos dias para completar um ano da despedida de outra guerreira, minha querida Lina, vencida pelo mesmo inimigo, o câncer de mama.
    Mas como disse Mara Campos na carta-desabafo sobre Moema, apesar da tristeza temos que nos valer dos exemplos de superação de companheiras também queridas como Carmela, que tem incentivado muitas mulheres a não desistir de lutar. Beijos, Mônica

  4. ari donato 23/10/2008 at 15:54 #

    Permanecer eterno, para mim, é deixar boas lembranças entre as pessoas que ficam, quando se vai. É assim, velho Bonfim, que Márcia ficam entre nós. Abraços

  5. Cais112 17/10/2008 at 11:58 #

    «Nada é permanente neste mundo cruel. Nem mesmo os nossos problemas.»

    Visite e participe no fórum «Cais112» onde pode falar de tudo que esteja relacionado com saúde, desemprego, sociedade, desabafos, etc.

    Para que possa encontrar ajuda e ajudar o próximo com as sua experiências.

    Visite-nos e faça do «Cais112» um cais de interajuda para quem mais precisa!

    http://www.cais112.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 691 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: